18 de nov de 2014

Então? vamos falar de cinema?! Jogos Vorazes - A Esperança Parte I

Olá pessoas lindas!!!

Jogos Vorazes - A Esperança Parte I estreia hoje em todo o Brasil (porque somos divos e sambamos na cara dos gringos), porém, eu que sou ainda mais diva (e humilde) fui à pré-estreia, é claro! e conto tudo pra vocês em primeira mão.

Antes de mais nada, tenho que agradecer a Pams, afinal quem se prontificou na primeira chamada a ir ao cinema comigo em uma sessão de meia-noite foi ela. 
Pams, sua linda, diva, segura de si, eu já te amava antes agora amo tanto que nem o veneno de teleguiadas pode afetar esse amor! Gastei ein. Pena que você não entendeu. Rsrsr 

Já tá boa a cota de delicadeza neh.




Tava eu lá, esperando começar A Esperança Parte I, quando de
repente um bug fatal na película

Imaginei a sessão da pré-estreia estaria vazia. Me enganei. O ingressos já estavam quase esgotados quando a Pâmela comprou os nossos. Resultado: sentamos na terceira fileira. Ok. Podia ser pior. E foi. A película deu todos os bugs possíveis e o filme começou com uma hora de atraso. Meus queridos não foram cinco minutos, não foram 15, foi uma hora. Mas enfim, depois de muitas delongas e gritarias desnecessárias, deu-se início ao filme. 

A gente só queria assistir A Esperança
Parte I

Logo na primeira cena já é possível perceber que o filme será bem fiel ao livro. E no decorrer das cenas isso vai sendo reafirmado. Se vocês leram o livro, sabem que A Esperança é de todos o que tem mais diálogos e pensamentos de Katniss. No filme não é diferente. Temos muitas cenas de diálogos, muita Katniss pelos cantos e, ao contrário do que eu imaginava, não temos tantas cenas do Gale. Louvemos! 


Uma coisa boa do filme são as cenas de ação. Foram muito bem construídas e muitas são de tirar o fôlego. Ponto pro diretor e pra equipe efeitos especiais. Algumas cenas pareceram 3D. Por falar nisso, os cenários estão perfeitos! Um bom exemplo é quando a Katniss vai ao Distrito 12 e temos um mar de corpos carbonizados. A cena tem um ar pesado, sombrio, corpos sobre corpos fazendo você imaginar o grito desesperados das pessoas que só deixaram essas carcaças. 


Pra quem não leu o livro não há com o que se preocupar. é tudo muito bem explicado e não foram deixadas pontas soltas. A direção está aprendendo cada vez mais de um filme para o outro. 

Agora, vamos ao momento mais esperado neh: Peeta Mellark. Gente, eu esperei um ano para vê-lo e sofrer como sofri durante a leitura. Eu simplesmente não estava psicologicamente preparada. Mantiveram todas as suas cenas, e Josh Hutcherson, assim com Jennifer Lawrence, dá um show de atuação. O Peeta das entrevista com Caeser é triste, doloroso mas, o Peeta que vemos após o resgate, esse é chocante! OH MY GOD! O que é a cena do reencontro dele com a Katniss? Eu já disse que foi uma adaptação muito fiel neh, pois é, além disso é surpreendente. Essa cena deixa isso bem laro, assim como a maioria das cenas de guerra, superam as expectativas.

Como eu imaginei o filme acaba após o reencontro de Katniss e Peeta. Ainda tem algumas cenas depois disso, mas são bem poucas. Mas é a última cena a mais marcante de todas. Sabe aquele história de que o Peeta nunca mais será o mesmo, pois então, depois da última cena de A Esperança parte I você terá certeza disso. Além disso foi um momento muito bem construído, porque além de vermos em que o Peeta se transformou, vemos no reflexo do vidro que os separa o desespero e o medo no olhar de Katniss. 

Dada a premissa, pode-se ter a certeza de que a parte II será ainda melhor!


É isso gente! 
Assistam o filme, porque está muito bom e pra facilitar a sua decisão de ficar ou não depois dos créditos, eu deixo um videozinho do final da sessão. Só que pra ver esse vídeo, tem que acessar a nossa página no Facebook. É só clicar aqui!


Kiss bye!



Nenhum comentário:

Postar um comentário