9 de jan de 2014

Resenha - Beijada por um anjo Eternamente

Hellos pessoas!

Só pra constar: tem spoiler.

Estamos aqui com uma das primeiras resenhas de 2014 e o último livro da série Beijada por um anjo de Elizabeth Chandler.Como todos já sabem, sou fã de carteirinha da série. Apesar de ter repensado isso depois da leitura de Eternamente.

Livro: Beijada por um anjo Eternamente
Autora: Elizabeth Chandler
Editora: Novo Conceito

Sinopse: Os apaixonados, Tristan, o anjo, e Ivy, a mortal, finalmente conseguem se tocar. Isto só pode acontecer porque Tristan ocupou um corpo, o corpo de Luke. Mas Luke era procurado pela polícia — que não sabe que ele está morto e continua a persegui-lo. Portanto, Tristan torna-se, sem querer, um alvo da polícia. Da polícia e do verdadeiro criminoso, a quem não interessa ver Luke vivo. É preciso dar fim a esta perseguição. O casal precisa esclarecer rapidamente toda a confusão em que Luke se meteu. Mas, ao conviver com pessoas perigosas e chantagistas — e insistir em fazer o que for para ficar perto de Ivy —, o anjo aproxima-se das coisas ruins que podem levá-lo a fraquejar e perecer, especialmente agora, que ele é um anjo caído. Por causa de Ivy, Tristan vem se aproximando cada vez mais das forças mundanas e das trevas — e de Gregory também. Por outro lado, Gregory vem aumentando seu poder, especialmente depois que possuiu o corpo de Beth. E esse desequilíbrio de forças pode acabar em uma triunfante vitória do mal. A não ser que Ivy tome a frente dessa batalha...
♠♠♠
Pois bem, eu fui uma das que defendeu fortemente a continuação da série depois do terceiro livro. Enquanto muita gente dizia que teria sido melhor se autora tivesse para por ali, eu afirmava que não! Que a história só melhorava a cada livro e que ela tinha agido muito bem ao continuar. O problema, é que talvez ela tenha escrito demais e ficou meio perdida nisso tudo. 

Enquanto Destinos Cruzados (DC) e Revelações foram surpreendentes e arrebatadores, com desfechos que deixavam gostinho de quero mais, Eternamente foi uma encheção de linguiça. Faltou ação, faltou carisma, enfim, faltou história. Nesse último volume da série a autora não se deu nem o trabalho de aguçar a nossa mente, fazendo-nos procurar por pistas, suspeitos e por aí vai. 

O livro é muito tranquilo de ler, assim como os outros. Mas, não é, nem de longe, viciante, cativante. Sinceramente o que me motivou, e acredito à grande parte dos leitores, foi a curiosidade de saber qual seria o desfecho do romance de Ivy e Tristan. 

_Eles ficarão juntos? Vencerão Gregory? Trsitan será redimido?

O tipo de coisa que te faz se agarrar à uma história, que por longas páginas parece que não vai dar em lugar nenhum. 

Talvez porque soubesse desse fato, Chandler não tenha se preocupado em escrever uma história melhor. Sério gente. o livro foi decepcionante! Teve algumas coisas boas, como o Gregory fazendo uso de seus poderes malignos. 
Quando enfim chegamos ao final do livro é tudo super corrido, sem detalhes, sem envolvimento... Poxa! Depois de ler cinco livros esperava mais desse final. Sem contar, que Chandler foi um tanto controversa com a escolha desse fim. 

A essência principal do enredo_ a luta do casal para permanecerem juntos, o amor eterno acima de tudo_, é completamente perdida. Em Beijada por um anjo 1, tudo começa com Tristan vivo salvando a vida de Ivy, nos dois livros seguintes, como um anjo ele vem para salvar novamente sua amada. No quarto livro ele perde as suas asas, a sua graça, para dar-lhe vida, passa todos os perrengues no quinto para protegê-la e no sexto o que temos? Ivy se matando para que Tristan possa se redimir, para levar com ela a maldição que é o Gregory. 

WTF???

Pra quê então, alguém me explica por favor, ter todo esse trabalho? Por que páginas e mais páginas de Ivy e Tristan lutando contra tudo e todos, para permanecerem juntos? Principalmente nesse último, diversas vezes o casal frisa que seu objetivo maior é permanecerem juntos. Sinceramente, eu não esperava que eles fossem vencer a guerra contra Gregory e viverem felizes para sempre. Achei até que morreriam mesmo. Mas, juntos. Juntos na eternidade!  Mas, não todo o esforço para que no final Tristan se contente em ver a sombra brilhante do anjo Ivy. 

Paciência viu!
Isso foi praga da Iara. Só pode!

Enfim, se querem uma dica aí vai: já contei o final pra vocês, então poupem seu dinheiro e pulem para o próximo livro da lista. Mas se ainda sim, você quiser ler, vou logo avisando: Eternamente é desse livros que ou você Ama ou você Odeia. Está avisado.


Curtiu a resenha? Curtiu o livro? Já leu? Não leu ainda?
Compartilha com a gente a sua felicidade, expectativa ou decepção.

Kiss Bye!



Nenhum comentário:

Postar um comentário