15 de mai de 2013

Tá na mídia! - Angelina Jolie

                                                                                                  
Ontem saiu a notícia de que Angelina Jolie, havia feito uma mastectomia (cirurgia de retirada dos seios), para reduzir o risco de desenvolver câncer de mama. A notícia, claro, repercutiu mundo a fora.

A atriz falou em uma artigo para o The New York Times, as razões que a levaram a tomar essa (difícil, sem sombra de dúvida) decisão. Jolie conta sobre o caso de sua mãe, que lutou contra o câncer por quase uma década e morreu aos 56 anos. "Ela viveu o suficiente para conhecer seus primeiros netos e segurá-los nos braços. Mas minhas outras crianças nunca terão a chance de conhecê-la e sentir quão amável e graciosa ela era"

Angelina Jolie tinha 87% de risco de desenvolver um câncer de mama e 50% de ter um câncer no ovário. Os números da atriz eram tão altos, devido à uma uma mutação genética. Para detectar essa mutação, ela fez um exame que custa mais de US$ 3 mil dólares, um preço alto que como diz Angelina é "um obstáculo para muitas mulheres". Esse exame, segundo médicos, é recomendado para pacientes com histórico de câncer na família, como era o caso da atriz.

Angelina fala ainda, o quão importante foi a cirurgia para seus filhos e que "faria qualquer coisa para ficar com eles por todo o tempo que puder". E que também, espera, ao contar sua história, que outras mulheres possam se beneficiar da sua experiência.

Fonte: G1

Quando li essa notícia ontem, fiquei pensando na coragem dela, no amor pelos filhos e no medo que deve ter sentido. Sim, no medo. Afinal de contas, um dos motivos que a levaram a se submeter a cirurgia foi a vontade passar mais tempo com os filhos. Fiquei admirada com a sua história, e achei a sua atitude digna e respeitosa. Assim como acho as histórias de outras mulheres que enfrentam o câncer, mulheres inclusive que eu conheço.

No entanto, não foi somente isso que me levou a escrever esse post. O fato é que mesmo sendo um caso tão delicado, tem um monte de gente fazendo piada disso na internet. o.O É sério!
Ontem teve uma infeliz no twitter, que publicou a seguinte frase: "#AngelinaJolie tirou os peitos para reduzir chance de câncer de mama. Vou tirar o fígado pra evitar a cirrose." ¬¬'
Esse tá até fraquinho, tem coisa bem pior.


As pessoas estão reclamando, dizendo que está sendo dada muita importância a esse assunto enquanto outras coisas mais importantes estão acontecendo. É, realmente, uma doença que mata 458 mil pessoas por ano ( segundo a OMS), não é tão importante assim. O mundo tá super lotado mesmo.


É claro que a Angelina Jolie não ia ficar sem peitos, ela inclusive já fez a operação para reconstrução das mamas. E não seria ótimo se mais mulheres pudessem fazer como ela? Reduzir em quase 100% as chances de ter um câncer. Infelizmente é um procedimento caro, ao qual muitas mulheres não tem acesso. E existem também, muitas controvérsias quanto a esse procedimento cirúrgico. Mas já parou pra pensar, na diferença que faz na auto-estima de uma mulher com câncer de mama, ver Angelina Jolie dizendo: "A vida está cheia de desafios. Os que não devem nos dar medo são os que podemos enfrentar e podemos controlar". Não é só mais um artista falando uma frase bonitinha, é um artista que entende o medo que ela sente.

São 458 mil pessoas, que ao contrário de Angelina Jolie, não conhecemos. Ela poderia ter ficado calada deixado sua história debaixo dos panos, evitado os vários comentários imbecis que estão aparecendo. Mas não, ela decidiu falar, decidiu compartilhar. Isso vai aumentar seu ibope? sem dúvida. Mas o que não se pode negar é a influência que ela tem no mundo (sim, no mundo), e como nos fala Lazarsfeld, a influência exercida por figuras públicas, pode fazer com que as pessoas tenham outra percepção sobre um assunto. Nesse caso, pode fazer os que as propagandas brasileiras (que também usam artistas), tentam fazer, que é alertar as mulheres, lembrá-las sobre a importância de fazer o exame câncer.

Enfim, eu não sei se tomaria a mesma decisão dela, mas, quem sou eu pra ficar julgando e fazendo piada retarda.

A todos que estão lutando contra o câncer: #força









Nenhum comentário:

Postar um comentário