15 de abr de 2014

Então?! vamos falar de cinema? Capitão América 2 - O Soldado Invernal

Hellos Pessoas!

É claro que eu não poderia passar o fim de semana da estreia de Capitão América sem ir ao cinema neh. Minha vontade era ter ido na estreia mas, as aulas não deixaram. Fazer o que neh?! Bem que eu queria pular logo pra parte em que fico rica, mas, como isso não é possível, a gente vai subindo degrauzinho por degrauzinho... Chega de filosofia brega e vamos ao que interessa: A resenha desse épico (já sabem que às vezes eu adoro uma hipérbole), da Marvel.


Filme: Capitão América 2 - O Soldado Invernal
Direção: Joe Russo, Anthony Russo
Roteiro: Christopher Markus, Stephen McFeely
Elenco: Chris Evans, Scarlett Johansson, Samuel L. Jackson, Anthony Mackie, Robert Redford, Sebastian Stan, Cobie Smulders, Frank Grillo, Emily VanCamp

Capitão América 2 - O Soldado Invernal é o melhor de todos! O filme é tipo... PHODA!
Quando assisti Homem de Ferro 3 (leia aqui), eu achei que fosse quase impossível fazerem uma adaptação melhor (mesmo que a grande maioria do público e da crítica não tenham gostado tanto assim do filme, eu simplesmente amei!), mas aí veio pras telonas Steve Rogers acompanhado de Natasha Romanoff e Falcão me mostraram o quanto eu estava completamente errada.

Ok! Tenho que confessar uma coisa: O fato que contribuiu para que eu gostasse tanto de HDF 3, é eu que já era fã desde o primeiro filme. Logo, qualquer coisa que o Tony Stark fizesse nas telas eu iria amar. O mesmo não posso dizer do Capitão. Achei o primeiro filme um saco. Uma encheção de linguiça sem fim. Porém, depois umas aulinhas de história na Wikipédia e de assistir o 2 esse fim de semana, compreendi o enredo levemente maçante do primeiro filme. (Modo marcha lenta? On!)

O filme não traz somente um herói na tela mas, abre espaço para que possamos conhecer mais de outras personagens, da S.H.I.E.L.D, do fantástico mundo da Marvel. E pra ser melhor ainda, o longa tem ação_ e muita ação!!! As cenas de lutas são as melhores, quase reais (hipérbole), armas de lado e muito mano a mano, com reviravoltas e intrigas que beiram a linha das teorias da conspiração. Sem contar o humor é claro, que está na medida certa e irônico bem do jeito que a gente gosta.

Esse bloquinho é do filme nos EUA, aqui noBrasil aparecem nomes como
Chaves, Xuxa entre outros.
Depois de Nova York (a vida dos Vingadores agora é dividida assim: antes de NY e depois de NY), Rogers tem um cargo de confiança na S.H.I.E.L.D., mas por ser integro demais continua não sabendo de tudo, e entre uma missão e outra, tenta se atualizar depois de tanto tempo congelado. O que pode ser visto pelo bloquinho onde faz anotações do que precisa pesquisar. Mas, depois depois de uma missão dada por Nick Fury, acaba por descobrir que coisas terríveis estão para acontecer em Washington esse ano. E assim, juntamente com Natasha Romanoff (*-*), e Falcão, tem a missão de salvar nosso tão amado mundo, daqueles sediciosos de sangue e poder e de um inimigo-ciborgue-mascarado: Soldado Invernal.

O filme tem ainda o lado político que faz parte da construção do herói que dá nome, mas que tem um olhar crítico sobre as práticas governamentais, trazendo à tona (ou à telona) uma questão bem atual, quanto a crítica à invasão de privacidade em nome da segurança mundial.

Eu não posso terminar esse post sem falar dela, a Rainha: Viúva Negra. Gente! o que é aquilo? Que show maravilhoso ela dá em cena! Me desculpe Mulher Gato, Salt, Elektra, Mulher Maravilha, Trinity, enfim, o Oscar Girl Power vai para: Natasha Romanoff, fodasticamente interpretada por Scarlett Johansson. Sem mais!


Amanhã vou ver o filme novamente (eu e essa minha mania), e se fosse vocês corria logo pro cinema também! E não saiam antes de acabarem TODOS! os créditos.


Trailer

ps: Do jeito que sou, é bem capaz de chegar mês que vem e eu me derramar de amores sobre X-Men.


É isso.
Kiss Bye!


2 comentários: