8 de mar de 2014

Sobre o 8 de março: #SomosTodasPutas


Por um mundo em que entendam que as mulheres podem ser o que quiserem, e que lugar de mulher é onde ela quiser.
Um mundo onde ensinem, desde cedo os meninos a respeitar e não a meninas a temer. E que não é NÃO!
Um mundo em que o culpado pelo estupro seja o estuprador e não a vítima, e que não tentem justificar o crime com razões estúpidas como a roupa que ela estava usando. Aliás, por um mundo em que a mulher tenha o direito de se vestir como bem entender sem ter o caráter definido pelo tamanho da sua saia ou sua calça larga "muito masculina".
Um mundo em que entendam que o corpo de uma mulher pertence única e exclusivamente à ela e, portanto cabe à ela tomar as decisões sobre ele.
Que entendam e aceitem que mulher não é um  objeto para o prazer e o deleite alheio, mas um ser humano com sonhos, vontades, medos, força. Que não querem estar por trás do sucesso de ninguém mas, estar a frente de sua própria vida, decidindo, opinando, construindo sua história e seu caminho.
Por um mundo em que toda mulher possa envelhecer, ser gorda, alta, baixa, magra, negra, branca, amarela, médica, engenheira, física, bailarina, chefe e nunca é demais repetir: que toda mulher possa ser o que bem entender.




Um comentário: